Foi aqui que me inspirei!

Mirante do Leblon

Local: Mirante do Leblon

Livro: Súplica em Olhos Mortos

Onde aparece: Capítulo 13 — Nostalgia

Essa é a primeira postagem da série “foi aqui que me inspirei”, que relato um cenário no Rio de Janeiro. Confesso que já estava ansiosa para começar a compartilhar as experiências da cidade que me acolheu desde os meus cinco anos de idade, me fazendo acreditar que sou nativa dela.

Hoje falarei sobre o Mirante do Leblon. Quem é carioca entende o apego que temos por esse lugar. Uma das paisagens mais espetaculares do Rio e que carrega toda a essência da cidade maravilhosa. 

Localizado no final da praia do Leblon, na subida da Av. Niemeyer e ao pé do Morro Dois Irmãos, é um canto que atrai a atenção de turistas e locais por diversas razões diferentes.

Quem nunca foi até lá depois de uma caminhada, corrida ou pedalada pela orla do bairro, justificando ser a moeda de troca pelo esforço?

Quem nunca resolveu dar uma paradinha não planejada, a fim de fugir do trânsito e aproveitar o tempo para desfrutar da vista e de uma refrescante água de coco? 

Quem nunca levou o “crush” para ver o pôr do sol, com a intenção de criar um clima romântico, e finalmente conseguir aquele beijo desejado?

Independente do motivo, o fato é que, admirar a sua paisagem é uma das coisas mais prazerosas da cidade. Pode ser a paisagem de uma manhã ensolarada com o mar tranquilo, ou uma tarde nublada com ondas volumosas causadas por uma turbulenta ressaca, ou até mesmo, uma noite estrelada para observar a iluminação da orla, mas não há dúvidas de que, qualquer que seja a hora ou circunstância, o espetáculo é sempre o mesmo.

Para mim, era impossível pensar em escrever um livro com cenários no Rio de Janeiro e não utilizar o local como pano de fundo em momentos importantes da história. Em ambos os livros, ele é citado diversas vezes se tornando o lugar predileto para os encontros e reencontros dos personagens João e Betina.

Foi no capítulo 13 a primeira vez que o mirante fora mencionado, quando eles, depois de uma traumática separação, se reencontram e resolvem dar um pulo até lá. 

Mas será que esse encontro teve o desfecho esperado?


Assine aqui para ser o primeiro a receber novos conteúdos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s